Interação medicamentosa em Sars-Cov-2: A construção de um flyer

  • LIZIANNE SOARES LINS JORGE DOS SANTOS Centro Universitário São Lucas
  • Idayza Viana Ribeiro
  • Nahuara de Oliveira PINHEIRO
  • Leiziane Pereira DA SILVA
  • Patrick Adeílson Ribeiro SILVA
  • Sandy Cássia dos Santos GOMES
  • Sebastiana de Souza SOBRINHO
  • Yarla Brito CUNHA

Resumo

INTRODUÇÃO: O atual momento em que o mundo todo ficou paralisado por uma doença que é causada pelo novo coronavírus, designado por SARS-CoV- 2, é considerado uma emergência de saúde pública de importância mundial. Portanto, nesse cenário o Brasil é um dos recordistas em automedicação, sendo o 5º país que mais faz usos indevidos de fármacos no mundo. A rapidez com que o vírus transmite a infecção, faz com que as pessoas sintam MAIOR necessidade de se “prevenir” através de medicamentos que são propagados pela mídia (TRITANY, 2020). Diante do exposto, torna-se necessário    esclarecermos para a população sobre os riscos do uso de medicação de forma indiscriminada na prevenção ou combate ao COVID-19, os riscos e agravos da automedicação. OBJETIVO: Descrever a experiência sobre a elaboração de um flyer informativo sobre os riscos do uso indiscriminado de medicação para COVID-19. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo-exploratório do tipo relato de experiência, por pesquisa bibliográfica que contribuiu para a construção do flyer tendo como meta a orientação sobre os agravos da automedicação para a promoção de saúde com destino à     toda população em tempos de pandemia pelo novo coronavírus, como resultado do projeto integrador Bases Fisiopatológicas do 4º período de enfermagem do Centro Universitário São Lucas. Portanto foram selecionadas as informações de modo que, possibilitássemos que a população que adquiriu ou não o vírus deve utilizar a medicação somente com prescrição médica de forma correta. Pretendemos que a população, ao fazer uso do flyer consiga ter acesso a informações de forma esclarecedora e objetiva. Ao construir os resultados obtidos em formato de flyer         informacional houve a clareza de captar diversas informações sobre o novo  coronavírus, resultando em um conteúdo com uma sequência lógica e com uma leitura  funcional afim de contribuir de forma equânime com a população. O flyer foi apresentado para a professora e demais alunos durante as aulas do projeto integrador e foi muito bem recebido por todos. RESULTADOS: De acordo com os dados coletados no modelo de pesquisa bibliográfica, identifica-se a necessidade do esclarecimento automedicação e medicação preventivas, uma vez que seus agravos geram resposta negativa em virtude da ineficácia científica da ação farmacológica frente à COVID-19. O uso irracional dos medicamentos bem como sua interação é desconhecida tanto no meio profissional quanto na população. O compilado de informações utilizados na elaboração do flyer evidencia a necessidade de orientar a população sobre os riscos do uso indiscriminado de medicação como medida de prevenção do corona vírus. CONCLUSÃO: A realização desse projeto no atual cenário, com informações de formas simples e com fácil compreensão, torna-se essencial para a população. A elaboração de um flyer educativo informacional é de grande relevância no momento pandêmico em que vivemos, pois não existem métodos cientificamente comprovados que leve a cura ou tratamento específico da COVID-19 e o uso indevido de medicamento poderá causar danos à saúde muitas vezes irreversíveis, além disso vale ressaltar que o flyer educativo informacional irá passar de forma simples e coesa um conteúdo cientifico por meio da demonstração do mesmo.


PALAVRAS-CHAVE: SARS-cov2; AUTOMEDICAÇÃO; RISCOS; AGRAVOS; PREVENÇÃO.

Publicado
2021-09-21