A IMPORTÂNCIA DA IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE NA MELHORIA DA GESTÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA:

UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Ana Beatriz Garcez de Mendonça Centro Universitário São Lucas
  • Bruno Gabriel Rodrigues Souza Centro Universitário São Lucas
  • Vanessa Ezaki Centro Universitário São Lucas
  • Rosa Maria Ferreira de Almeida

Resumo

A IMPORTÂNCIA DA IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE NA MELHORIA DA GESTÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA [1]


MENDONÇA, Ana Beatriz Garcez de - anabeatriz.saolucas@gmail.com [2]


SOUZA, Bruno Gabriel Rodriguesbrunogaroso@gmail.com [2]


EZAKI, Vanessa, - vanessa.ezaki@hotmail.com [2]


ALMEIDA, Rosa Maria Ferreira derosa.almeida@saolucas.edu.br [3]


Aluno autor [2] - Professor autor [3]


RESUMO


A Vigilância Sanitária (VISA) atua por meio de ações dirigidas de eliminação, diminuição ou prevenção de riscos à saúde, através do gerenciamento de riscos, evitando ou diminuindo consequências prejudiciais à saúde pública e ao meio ambiente (RONDÔNIA, 2005), sendo atribuição do Estado o cumprimento dessas ações. Considerando a grande atuação da VISA nas atividades de licenciamento sanitário, inspeções sanitárias e análise de projetos arquitetônicos, que se reflete no alto número de empresas e unidades de saúde credenciadas anualmente, evidencia-se que a implementação e utilização de ferramentas tecnológicas podem aumentar a eficiência e efetividade da gestão em saúde no que tange a atuação da vigilância sanitária. Em vista disso, o presente trabalho irá explanar sobre o novo Sistema de Vigilância Sanitária Online – VisaOn, sob ótica de participação de estagiários do Centro Universitário São Lucas, que compõem a equipe da Gerência Técnica de Vigilância Sanitária do Estado de Rondônia. JUSTIFICATIVA: A pandemia de SARS COV-2 (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que iniciou em novembro de 2019, em Wuhan, na China (OMS), apresentou mudanças que se faziam necessárias, como a reestruturação de processos de trabalho e ensino, visando minimizar a exposição e contaminação dos trabalhadores, trazendo à tona a necessidade de aprimoramento e novas mudanças tecnológicas pelos prestadores de serviço, como a utilização do Health Analytics, conjunto de metodologias utilizadas para analisar grandes volumes de dados relacionados com o setor da saúde (NETTO, 2021). Este conceito encontra-se diretamente ligado com a Ciência de Dados em Saúde, cujo objetivo é gerar soluções baseadas em dados por meio da compreensão de problemas já existentes e reais da área da saúde, empregando pensamento crítico e análise para obter conhecimento a partir dos dados. OBJETIVO: Relatar a experiência de estagiários de Enfermagem e de Farmácia na utilização do Sistema de Vigilância Sanitária Online (VisaOn), durante o período de estágio na Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (AGEVISA/RO) e durante o período pandêmico, evidenciando os aprendizados adquiridos pelos mesmos em relação a gestão organizacional, ciência de dados nos serviços de saúde e novas tecnologias de gerenciamento. O sistema VisaOn foi criado e desenvolvido pela Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (SETIC/RO) e idealizado pela AGEVISA/RO. METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência por meio da vivência direta em relação ao desenvolvimento, melhorias e avanços no sistema VisaOn, através da análise de todo o fluxo processual de cadastro no sistema pelos estabelecimentos de saúde, até a fase de verificação das demandas de inspeções sanitárias das unidades de saúde licenciadas pela Vigilância Sanitária Estadual do Estado de Rondônia assim como as demandas de Projetos Arquitetônicos de serviço de saúde sujeitos a esta VISA. RESULTADOS: Com o intuito de desburocratizar as ações de Vigilância em Sanitária e aprimorar as ações de fiscalização das unidades de saúde para licenciamento sanitário e análise de projetos arquitetônicos dos estabelecimentos de saúde sujeitos à VISA, o VisaOn foi criado para aperfeiçoar e otimizar as ações de Vigilância Sanitária, proporcionando a padronização e automatização dos relatórios de inspeção, preenchimento de roteiros de inspeção sanitária no sistema com a utilização de tablets, emissão da licença sanitária digital, confirmação de autenticidade de documentos emitidos pelo VisaOn pela disponibilidade de QR-Code, além de permitir o monitoramento, em tempo real, das ações da Vigilância Sanitária de âmbito estadual. Os estabelecimentos assistenciais à saúde e demais empresas dos 52 municípios são contemplados neste projeto, que foi apresentado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) no dia 16 de abril de 2021, por meio de webconferência pela Gerente Técnica de Vigilância Sanitária de Rondônia e com a Gerência de Tecnologia em Serviços da Saúde da ANVISA. No cenário das medidas restritivas sanitárias que, por vezes, não permitiam ações presenciais em todas as unidades de saúde do estado de maneira total, a implementação do novo sistema tornou-se ferramenta importante no atual quadro pandêmico. Devido às restrições de fiscalização para fins de licenciamento sanitário, roteiros de autoavaliação foram disponibilizados aos regulados, através do sistema, facilitando o processo de renovação de licença sanitária. Desde sua implantação, em dezembro de 2020, até o início de maio de 2021, o VisaOn permitiu a renovação de Licenças Sanitárias de 21 empreendimentos e 40 análises de projetos arquitetônicos e emissões dos respectivos pareceres técnicos. CONCLUSÃO: A importância de novas tecnologias em saúde contribui de maneira positiva nas ações de vigilância sanitária. A gestão de dados aliado com a gestão em saúde, cria a possibilidade da utilização da Ciência de Dados em Saúde no âmbito da saúde pública, eixo que está inserido a vigilância sanitária de acordo com a Lei. 8.080 de 19 de setembro de 1990. Diante do exposto e ressaltando as atuais mudanças globais nos serviços de saúde no pós-pandemia, torna-se imprescindível a modernização e implementação de softwares que permitam a simplificação, agilidade transparência dos serviços prestados, melhorando assim, a gestão na saúde pública (SANTOS, 2020). AGRADECIMENTOS: Agradecemos a Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (AGEVISA/RO), a Gerência Técnica de Vigilância Sanitária de Rondônia (GTVISA/RO) e a Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação de Rondônia (SETIC/RO).


PALAVRAS-CHAVES: Ciência de Dados, Gestão em Saúde, Serviços de Saúde, Tecnologias em Saúde, Vigilância Sanitária.

##submission.authorBiography##

Rosa Maria Ferreira de Almeida

Professor Orientador

Publicado
2021-09-17