MENSTRUAÇÃO E SUAS REPRESENTAÇÕES NA MÍDIA

UMA ANÁLISE SOBRE SANGUE, TABU E GÊNERO

  • Bruna Cristina Boaventura Miranda
  • Estevão Rafael Fernandes

Resumo

Este artigo investiga como a menstruação é representada e descrita nos diferentes meios de comunicação social. A partir de análises de diversas culturas e épocas, foi possível enxergar que a menstruação é implica levar em consideração também aspectos simbólicos, trazendo para a mulher um papel relevante no contexto sociocultural e entrando na discussão sobre conceitos como “Cultural” e “Natural”. Várias referênias buscam explicar porque o sangue menstrual torna as circunstâncias da mulher menstruada desconfortáveis e difíceis, diante disso examinou-se, aqui, como a menstruação é apresentada atualmente em redes sociais, propagandas, livros e pinturas, a partir de um levantamento por amostra. Visto ter havido mudanças na representatividade, como nas propagandas que colocaram a menstruação de forma mais realista e nas redes sociais com maior aceitação, apesar de ser o meio que mais encontra dificuldades para quebrar o tabu. É cabível essa discussão, pois ela cresce rumo à quebra do silenciamento e diminuição dos estranhamentos sobre a menstruação

Publicado
2020-09-23
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS